Como empreendedores digitais podem se formalizar

  • 16dia(s)
  • Fênix consultoria

Empreendedores digitais são profissionais do futuro e que chegaram no mundo dos negócios causando uma revolução. As leis para trabalhar digitalmente ainda trazem dúvidas enormes e é comum que as pessoas, ao investirem seus dinheiros na internet, não saibam como agir para estar em dia com os fiscos - sem riscos de levar multas e com mais garantias.

No texto de hoje, vamos falar um pouco sobre os empreendedores digitais e a formalização desses profissionais que são essenciais para o mundo corporativo e para o comércio digital como um todo. Confira abaixo as informações que separamos!

O que são empreendedores digitais?

Empreendedores digitais são aquelas pessoas que, de alguma maneira, vivem exclusivamente dos rendimentos da internet ou que abriram um negócio online. Nesse sentido, podemos considerar empreendedores digitais:

- Pessoas que vivem da imagem nas redes sociais, como os influenciadores do youtube ou do instagram. São pessoas físicas, porém, podem ganhar valores altos pelo que fazem. Muitos até mesmo abrem agências para gerenciar esses conteúdos

- Profissionais convencionais que migraram para o sistema online, como designers, redatores e programadores. São pessoas que trabalham por conta própria utilizando a internet como principal meio de conexão com clientes e como forma de trabalhar.

- Empresas que vendem produtos online e têm lojas digitais ou mesmo vendem os produtos por meio de redes sociais, como o instagram.

- Cantores e artistas que resumem seus lançamentos na internet, como álbums e músicas exclusivas para as as plataformas digitais, como o Youtube e o Spotify.

Todas essas pessoas são consideradas empreendedores digitais e, até pouco tempo atrás, não se sabia exatamente como elas poderiam ser enquadradas na hora de serem formalizadas. Afinal, são empresas, são autônomos? Qual o enquadramento e quando ele se faz necessário. Será que todo mundo que ganha algum dinheiro pela internet precisa se formalizar. É sobre isso que vamos falar abaixo!

Empreendedores digitais podem se formalizar?

A dúvida se empreendedores poderiam se formalizar ou não surgiu devido ao quanto essas profissões mudaram as relações de trabalho e até mesmo a cara de uma empresa. Hoje, é possível ter uma grande loja online sem que ela precise ter espaço físico e um estoque, por exemplo. Também é possível ser um profissional, ganhar bem para realizar trabalhos, mas não necessariamente trabalhar com a CLT.

Todas essas diferentes formas de ganhar dinheiro fizeram com que a internet passasse a ser um local onde muita gente conseguia renda, mas não era formalizada e nem mesmo declarava o imposto anual.

Mas, sim, empreendedores digitais não só podem como devem se formalizar para evitar problemas com os fiscos. Se você ganha algum dinheiro pela internet, é importante procurar ajuda para conseguir colocar esses rendimentos no papel e ficar em dia com os órgãos fiscalizadores - acredite, já foi a época onde os dados não eram cruzados. Hoje, é possível saber tudo que você ganha online.

Quando eu tenho que me formalizar?

Se você é um empreendedor digital, essa dúvida também já deve ter passado pela sua cabeça. Afinal, quando você será obrigado a abrir uma empresa ou um MEI para formalizar os seus rendimentos?

A resposta é simples: assim que os pagamentos começarem. Apesar do imposto de renda pessoa física só ser obrigatório a partir de um determinado valor de rendimento anual, é importante se formalizar para evitar problemas. Nesse caso, é importante saber em qual categoria você se enquadra. Exemplos:

- Profissionais que ganham abaixo do limite do MEI, trabalham sozinhos e prestam serviços, podem optar pelo MEI. É um enquadramento de baixo custo, que não traz muitas complicações e que te garantirá todos os direitos.

- Já quem tem uma loja ou sabe que terá rendimentos maiores, a solução é abrir uma ME ou uma empresa que se adeque a esses rendimentos. Nesse caso, sem dúvidas, a melhor solução é buscar uma consultoria especializada para não errar. Saiba que é bastante comum que as pessoas abram uma empresa de maneira equivocada ou até mesmo optem pelo MEI quando ele não é o mais adequado para o caso delas. E isso pode gerar multas enormes no futuro, portanto, todo cuidado é pouco!

Veja que essas indicações são apenas sugestões e que você, ao conversar com um consultor, pode perceber outras necessidades. Por exemplo: seu rendimento parece estar no limite do mei, mas com o devido estudo, descobre-se de que há chances de que ele seja maior em apenas dois anos. Nesse caso, pode ser muito mais vantajoso já começar a empreender com a ME.

Por isso, cada caso é um caso e precisa ser analisado de perto para que haja a melhor decisão para aquele negócio em questão - não existe receita igual para todos e isso é importante frisar sempre.

Como ocorre a formalização dos empreendedores digitais?

A formalização dos empreendedores digitais acontece exatamente como a de qualquer empreendedor. Se a opção for o MEI, o processo pode ser feito online pelo próprio empreendedor. A partir da ME, é necessário procurar um contador para que ele possa decidir sobre detalhes técnicos, como regime tributário, enquadramento, entre outros.

Mesmo que você ache que será um MEI, é válido pedir consultoria para um contador para evitar problemas no futuro. Saiba que os fiscos ficam de olho no enquadramento e se, por acaso, você ganhar mais do que o limite permitido, a multa será retroativa e com juros!

Então, antes de se formalizar, a melhor saída é procurar um contador e explicar o seu negócio para ele.

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até a próxima!

Comentários
Envie um comentário