Descubra como tributação de cervejarias no Simples Nacional pode impactar no seu negócio

  • Fênix consultoria

Escolher a tributação de cervejarias é essencial para que o negócio já seja iniciado de uma maneira assertiva e competitiva. Afinal, estamos falando de empresas e empresas acabam sofrendo muito com o excesso de confiança de seus fundadores no que diz respeito à contabilidade e à gestão de uma maneira geral.
Temos, antes de mais nada, lembrar que a expertise em algumas áreas não impede que o setor financeiro, assim como o contábil, seja responsável pela falência da empresa que não cuidar deles adequadamente.
Por isso, abaixo trouxemos informações que vão te ajudar a entender uma dessas áreas importantes e ter uma ideia de como a tributação impacta no seu negócio de cervejarias. Veja!

Como a Tributação de Cervejarias impacta o seu negócio?

Você decidiu que era o momento de abrir sua cervejaria, o negócio dos seus sonhos. Realizou cursos, aprendeu como funciona o processo de produção, contratou bons profissionais e garantiu que a sua cervejaria fosse de excelente qualidade. Até aí, excelente! Você fez o que tinha que fazer: se capacitou e encontrou pessoas capacitadas para te ajudar.
Mas e em relação à sua contabilidade? Você buscou se informar sobre os detalhes dela ou apenas deixou na mão de terceiros, sem ter ideia do que está sendo feito? Se a resposta foi sim para a segunda pergunta, é preciso começar a pensar em aprender um pouco também sobre a contabilidade que faz o seu negócio girar tão bem.
No que diz respeito à tributação, podemos dizer que:

O Regime tributário escolhido diz respeito exclusivamente à forma como você paga os impostos. Então, dependendo do tipo de regime, haverá uma maneira diferente de realizar esse pagamento.

  • No Simples Nacional, por exemplo, são pagas alíquotas fixas em uma única guia, de forma que o recolhimento do imposto se torna simplificado e muito mais fácil.
  • No Lucro Presumido, como o nome diz, presume-se o lucro e se realiza uma conta em cima disso, que resultará no valor pago de impostos aos fiscos.
  • No Lucro Real, ao contrário do presumido, paga-se exatamente o valor referente ao lucro que a empresa teve naquele determinado período.

No geral, cervejarias são enquadradas no simples nacional, porque esse é um regime mais adequado para empresas menores, como acontece com a maioria das cervejarias que estão nascendo agora. Mas, é sempre essencial entrar em contato com o contador para que ele faça o que chamamos de Planejamento Tributário, um trabalho que irá definir se aquele regime escolhido está mesmo sendo o mais vantajoso ou se ele faz com que você pague mais impostos do que deveria.

E como funciona o Simples Nacional?

Supondo que sua cervejaria se enquadre mesmo no Simples Nacional. Esse é um Regime muito simplificado, como indica o seu nome, e ele traz os seguintes impostos na guia:

  • Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL);
  • Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ);
  • Programa de Integração Social (PIS);
  • Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (COFINS);
  • Contribuição Patronal Previdenciária (CPP);
  • Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI): se a empresa executa atividade industrial;
  • Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS): se ela explora serviços de comércio;
  • Imposto Sobre Serviço (ISS): se o empreendimento exerce atividades de prestação de serviços diversos.

Veja, esses impostos são obrigatórios para todas as pessoas, mas passam a ser recolhidos em uma guia única quando a empresa opta pelo Simples Nacional.

Como saber qual o regime tributário ideal para minha empresa?

Se você está em processo de abrir sua cervejaria e agora já entendeu o quanto o regime tributário impacta nos negócios, separamos algumas dicas que podem te ajudar a entender mais sobre o assunto. Veja!

1- Contrate um contador consultor

O primeiro passo para quem faz questão de estar enquadrado em um regime tributário que realmente faça sentido para empresa, é contratar um contador consultor que possa ajudar a identificar as falhas e trazer uma visão mais assertiva nesse sentido. Ter uma contabilidade que te ajude é fundamental para que você não fique perdido e para que as decisões passem por um especialista.
Mas, mais do que ter um contador, é importante que ele tenha experiência no seu ramo. Cervejarias são negócios diferenciados no que diz respeito à parte contábil e financeira e o contador precisa estar preparado para lidar com tudo que possa surgir. Nós da Fênix Contabilidade temos anos de experiência com Cervejarias, entre em contato conosco para mais informações.

2- Sempre reveja o seu regime tributário

De tempos em tempos, é preciso fazer um novo planejamento tributário, porque sua empresa cresce a cada mês que passa e isso impacta diretamente na forma de pagar os impostos. Considere contratar um contador por tempo ilimitado, sendo seu parceiro durante toda a evolução da empresa - isso faz toda a diferença porque ele saberá qual é o momento ideal de desenquadrar de um regime tributário e te colocar em outro sem nenhum prejuízo para a empresa. Sua empresa cresce e a forma como você se apresenta aos fiscos se modifica!

3- Tenha uma ideia do que é regime tributário

Leia sempre conteúdos como o nosso para que você fique informado sobre o que são os regimes tributários e suas consequências para a sua empresa. Ter um pouco de noção de contabilidade vai te ajudar a contratar profissionais mais qualificados para te ajudar.

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais com seus amigos e familiares!

Comentários
Envie um comentário