Representante comercial: Pouco dinheiro em caixa? Veja como resolver!

  • Fênix consultoria

Representantes comerciais são profissionais extremamente importantes e que crescem em pouco devido, se tornando grandes empresários. Hoje, prestar serviços como representante comercial se tornou bem mais comum do que manter um profissional contratado - devido aos custos e também à praticidade de terceirização.

Mas, ao abrir uma empresa como representante comercial, é comum que aconteça algo muito recorrente para quem está nessa área: falta de dinheiro em caixa para lidar com o dia-a-dia. No texto de hoje, trouxemos informações muito importantes sobre como você pode melhorar suas finanças para ter um caixa positivo no fim do mês. Veja abaixo!

 

Dicas para ter mais dinheiro em caixa e viver tranquilamente

 

Como já falamos acima, é muito comum o representante comercial crescer do dia para a noite e abrir sua empresa com menos recursos. É bastante recorrente também que esse profissional opte por trabalhar em casa, já que sua atuação é muito personalizada para cada cliente, envolvendo o seu trabalho mental, principalmente. 

Apesar de ser excelente esse tipo de trabalho, ele é um prato cheio para que a contabilidade da empresa fique uma confusão, afinal, ela se confunde o tempo todo com o profissional. Abaixo, trouxemos dicas que podem te ajudar nesse sentido:

 

1- Separe as contas da Pessoa Jurídica e da Pessoa Física, o princípio da entidade

 

Uma das dicas mais essenciais - por isso deixamos como a primeira - é respeitar o princípio da entidade, ou seja, respeitar o fato de que você tem uma empresa e que, por isso, deve separá-la totalmente da sua conta Pessoa Física. 

Sabemos que para quem não tem funcionários e trabalha em casa, é mais difícil assimilar esse processo, mas você economizará muito quando deixar de tributar todo o lucro da empresa, afinal, o lucro não é tributável, mas ao utilizá-lo de maneira indevida, é possível que a taxação aconteça. 

Então, para que você tenha uma boa economia, o ideal é abrir uma conta PJ e fazer a retirada como pró-labore, de forma mensal. O restante será o seu lucro e não deverá ser tributado, já que os impostos já estarão pagos. Dicas:

 

  • Comece procurando um banco que ofereça uma conta PJ simples e que possa ser facilmente acessada. De preferência, busque uma conta com taxas baixas ou taxa zero. 

 

  • Depois, basta direcionar todos os seus pagamentos para ela e movimentar tudo que tem relação com a empresa por lá, sem misturar com sua conta pessoal. 

 

  • Lembre-se: o aluguel da sua casa não conta como despesa da empresa, por exemplo. Só pague as contas relacionadas à empresa por esse meio, como funcionários, fornecedores e internet, se ela for utilizada para o trabalho. O aluguel só conta como despesa da empresa se o local for destinado apenas para esse fim. 

 

2- Entenda que toda empresa deve ter lucro

 

Aqui, vamos reforçar a ideia que trouxemos anteriormente. Sua empresa precisa ter o lucro separado do seu pró-labore e a melhor forma de fazer isso é abrindo uma conta PJ no banco e realizando a contabilidade de maneira correta. 

Esqueça a ideia de que o lucro deva ser todo retirado durante o mês. Se você abriu uma empresa, o lucro deve ser o que sobrar depois do pagamento de todos os custos do negócio - e deve ser retirado apenas no fim do ano. O seu pagamento mensal é o pró-labore e não o lucro da empresa. 

Óbvio que como sócio, você tem direito de adiantar os lucros, mas isso só será possível depois que a contabilidade estiver em dia e funcionando corretamente. Dessa maneira, aumentar o dinheiro em caixa se torna muito mais viável!

 

3- Não deixe a gestão para depois 

 

Muitos representantes comerciais acabam focando apenas no trabalho que executam com seus clientes e deixam a gestão para depois. Sim, você deve pensar nos seus clientes e realizar serviços de excelência, mas a gestão da sua empresa não pode esperar de maneira alguma. 

Comece procurando um bom contador e peça para que ele te ajude nesse sentido. Faça a gestão de maneira cuidadosa e se preocupe em anotar em planilhas ou em programas específicos de gestão, que facilitam a sua vida e promovem organização sem que seja preciso gastar muito tempo com isso. 

De toda forma, o ideal é separar algumas horinhas por semana para sentar e analisar como está a gestão da sua empresa. Você tem conseguido pagar todas as despesas? Precisa mudar algo para que sobre dinheiro em caixa? Faça essa análise sempre que puder e se preocupe com a saúde financeira da sua empresa tanto quanto você se preocupa com seus clientes.

 

4- Diminua despesas ou aumente as receitas

 

Se o dinheiro em caixa não está chegando, existem duas possibilidades: diminuir as despesas ou aumentar as receitas. Para aumentar as receitas, a melhor alternativa é investir em marketing, especialmente o digital, que traz bons resultados em um tempo menor. 

No caso de diminuir despesas, o caminho talvez seja realizar um bom planejamento tributário para tentar diminuir os impostos e um bom planejamento financeiro com um consultor especialista. Seja como for, sempre é possível colocar dinheiro em caixa e, na maioria das vezes, o problema está em uma gestão problemática e não no serviço em si. 

 

Se você tiver dúvidas sobre gestão financeira e contabilidade da sua empresa, nos procure para que possamos te ajudar com uma reunião presencial ou online. 

 

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe o texto nas redes sociais com seus amigos. Até a próxima! 

 

Comentários
Envie um comentário