Saiba como o conhecimento sobre negócios salvou empresas da pandemia

  • 26 dias
  • Fênix consultoria

O conhecimento sobre negócios ajudou muitos empreendedores e empresários a livrar suas empresas da falência durante a pandemia de coronavírus, que perdura até hoje, infelizmente. Mas o que é esse conhecimento em si e o que pode ser feito para que crises como essa não causem desestruturação de uma empresa, assim como ocorreu com dezenas de negócios pelo Brasil?

Abaixo, separamos algumas das principais atitudes que foram cruciais para que as empresas se mantivessem bem e firmes para sobreviver à pandemia sem quebrar. Confira abaixo!

Como o conhecimento sobre negócios pode te ajudar?

Separamos abaixo alguns dos principais conhecimentos sobre negócios que poderiam ajudar uma empresa durante a crise do coronavírus e que, com certeza, serão muito úteis em uma possível crise adiante - afinal, não estamos livre de que algo assim volte a acontecer e cause uma série de problemas em nosso país e no mundo. Veja abaixo!

1- Saber a importância da contabilidade

Se antes as pessoas tinham, em sua maioria, a ideia de que a contabilidade era nada mais do que realizar informes burocráticos e processos do tipo, hoje isso mudou e a contabilidade mais consultiva, voltada para a gestão financeira e de planejamento de todo o negócio, ganhou muita força e tem sido cada vez mais comum.

Os negócios que tinham uma boa contabilidade, que possuíam conhecimento sobre o futuro das suas empresas, que tinham relatórios de previsão, etc, foram as que tinham mais forças para lidar com a crise e que conseguiram passar por ela da melhor maneira possível.

É óbvio que ninguém sabia que isso tudo podia acontecer e a crise pegou o mundo de surpresa. Porém, estar com a contabilidade em dia foi extremamente útil para vencer esse obstáculo tão difícil e tão inesperado.

Entre os recursos de uma boa contabilidade, podemos citar:

- Conhecimento de como o negócio está atualmente, o que precisa ser melhorado, quais são os riscos atuais, quais são as virtudes.

- Relatórios de previsão de crescimento, algo essencial para quem deseja aprimoramento e clareza sobre os negócios, especialmente quando há um desejo de expansão, como criação de novas sedes ou até mesmo captação de clientes em outras cidades.

- Economia de impostos, que podem gerar mais receita para a empresa e garantir que ela consiga melhores posicionamentos no mercado. A contabilidade bem feita pode trazer uma diminuição de até 20% do que é gasto com os impostos.

3- Entender os benefícios do capital de giro

Muitas empresas menores simplesmente não possuem o chamado capital de giro, que são investimentos em locais onde a retirada pode ser feita praticamente no mesmo dia, assim que surge a necessidade. Esses investimentos podem ser: poupança, bolsa de valores, fundos de investimentos, entre outros.

Quando não temos um capital de giro, existe sempre um risco e ele aumenta com uma crise econômica como a que vivemos. Quem possuía investimentos, conseguiu pagar as contas mesmo quando não houve entrada de dinheiro em caixa.

É um respiro importante para que haja a possibilidade de pensar melhor em como agir, como no caso das empresas que tiveram de reinventar seus negócios para haver adequação com o novo estilo de vida da maioria das pessoas. Fazer isso no vermelho, além de estressante, pode não ser possível, já que é preciso algum investimento também para mudar as estratégias de uma empresa.

Por tudo isso, o conhecimento da importância do capital de giro é mais do que essencial, é algo que os empresários precisam compreender a fundo e entender o quanto ele pode impactar e mudar o rumo de seus negócios.

4- Conhecer melhor seus produtos

Muitas empresas abrem com um produto bastante sazonal, ou seja, que faz sucesso em determinado período do ano e que nem sempre é considerado essencial pelas pessoas. Quem dependia exclusivamente da ida dos clientes ao local onde a empresa está para vender, precisou se reinventar e, para isso, precisou adquirir conhecimento profundo sobre seus produtos.

Não basta vender: precisamos saber o porquê vendemos e como aquele produto pode se modificar dependendo da necessidade. Se você percebe que há para onde ele se expandir, isso deve ser explorado e a pandemia nos ensinou que quanto mais setores conseguimos chegar com nossos produtos, menos propensos a falir ficamos.

Então, a dica é sempre estudar sobre seus produtos e também avaliar novas possibilidades, tanto inovando neles como criando produtos novos para vender em épocas diferentes. Assim, mesmo com as crises, sempre haverá comprador e pessoas interessadas no que sua empresa oferece - o mesmo vale para os serviços.

5- Ser mais digital

O conhecimento sobre os negócios também passa pelo seu marketing. As empresas que começaram a investir em marketing digital foram as que mais conseguiram também se manter ativas, mesmo na pandemia. A inovação na forma de divulgar seu trabalho é essencial e quem já fazia isso saiu na frente e passou a encontrar novos meios de vendas para seus produtos e serviços.

Vamos pegar o exemplo do delivery: muitos negócios eram compra essa forma de venda e alguns nem trabalhavam com ela antes da pandemia. Depois do coronavírus, a adaptação teve que ser forçada e os restaurantes que não tinham delivery sofreram mais para atender as expectativas dos clientes e lidar com a concorrência nesse meio onde alguns já dominavam.

 

Gostou das dicas de hoje? Compartilhe nas redes sociais com seus amigos e familiares. Até o próximo texto! 

 

Comentários
Envie um comentário